Novos empreendimentos têm vantagens: espaços coletivos amplos, áreas de lazer convidativas e outras ofertas que tornam irresistíveis este tipo de imóvel. Contudo, é usual termos que lidar com uma situação corriqueira dos novos apartamentos e salas comerciais – as pequenas metragens. São dormitórios cujas áreas são aparentemente mínimas para comportar determinados móveis ou ambientes que, integrados, necessitam abrigar diferentes usos. Se você está enfrentando uma situação semelhante, não entre em pânico! Existem estratégias que podem auxiliar você a aproveitar qualquer mínimo espaço e ampliar as possibilidades de ambientes pequenos.

1. Amplie seus horizontes!

Pode ser a dica mais velha e batida de todas, mas ela tem importância quando falamos em estratégias para ampliar espaços: use espelhos! Eles são coringas para diferentes ambientes da casa ou do espaço comercial e podem, quando bem aplicados, garantir a sensação de que seu espaço é um pouco maior. Quando você consegue abrigar seus objetos e móveis no ambiente, mas fica com a sensação de que o cômodo está “atulhado”, essa pode ser uma dica simples e com resultados imediatos.

pequenos ambientes
pequenos ambientes

2. Abuse de uma boa marcenaria

Não é porque somos um escritório de arquitetura que iremos puxar “a brasa para nosso assado”, mas essa é uma verdade irrefutável: bons projetos de mobiliário garantem ocupação máxima dos espaços. Quem tem experiência em projetar móveis sabe como aproveitar qualquer espaço para armazenar objetos. Isso vale para armários e closets, cozinhas, áreas de serviços e ambientes que exijam a guarda de grandes volumes, como livros ou documentos. Além disso, a indústria conta com estratégias, como aramados e outros acessórios, por exemplo, que podem otimizar ainda mais nossos móveis!

3. Lembre-se: qualquer cantinho é bem-vindo!

Se seu espaço é reduzido, qualquer centímetro a mais será crucial para ampliar seu espaço de armazenamento. Ao invés de uma cama box, que tal prever gavetas para armazenar roupas de cama e travesseiros? Ou, ainda, se sua circulação permitir, porque não prever uma área de rouparia? Ainda há outros cantinhos que podem ser usados de forma bem democrática: com prateleiras, você multiplica seus espaços (e elas podem estar em lugares inesperados, como sobre os vãos das portas, por exemplo).

pequenos ambientes
pequenos ambientes

4. Desapegue das paredes!

Não estamos falando para você sair demolindo paredes por aí, fique tranquilo! Nossa provocação é para que você possa refletir sobre a possibilidade de integrar ambientes e ganhar um pouco mais de área útil com alterações mais “dramáticas” em seu imóvel. Com o auxílio de um arquiteto, é possível pensar um layout que funcione para você, sua família ou seu negócio, já prevendo espaços de armazenamento mais lógicos e um mobiliário inteligente, versátil e suficiente para seus objetos.

5. Aproveite a oportunidade para organizar melhor seus objetos

Caso ainda falte espaço, mesmo com uma marcenaria feita sob medida para suas necessidades e o uso total de qualquer cantinho vago, é preciso que você revise alguns aspectos. Você está realmente organizando seus objetos ou apenas armazenando-os? Ao revisar o que você tem de forma crítica e desapegada, é possível que você diminua o volume de roupas, livros ou documentos que você possui. Se você já passou dessa fase e ainda está sentido falta de mais algum espacinho, abuse da internet e encontre alternativas para organizar melhor sua casa ou escritório. Vários blogs falam sobre organização e dão dicas de técnicas e acessórios para organizar melhor seus espaços de armazenamento. Nossos queridinhos: Vida Organizada, Organize sem Frescura e Chega de Bagunça!